CGE faz pesquisa com servidores e traça perfil do usuário do SAS
05/05/2021 - 15:26

A Controladoria-Geral do Estado (CGE) concluiu a pesquisa de satisfação sobre o serviço de saúde disponível aos servidores estaduais para traçar o perfil do usuário. Esse levantamento, inédito no Paraná, cumpre a legislação federal e pode servir como base para melhoria dos serviços, porque aponta a frequência de utilização e as faixas salariais a que pertencem as pessoas mais atendidas, entre outras informações de diagnóstico.

A adesão à pesquisa sobre o Sistema de Atendimento à Saúde (SAS) se aproximou de 10% dos 181.281 servidores estaduais ativos e aposentados do Estado. Porém, se tomada a média de adesão por público ou órgão, a adesão ultrapassa 20%. Todos receberam um formulário online no qual informavam as condições de uso do SAS e sua opinião sobre o atendimento.

A participação mais efetiva em números absolutos foi de aposentados e seus dependentes, inscritos no Paraná Previdência. Foram recebidos 7.544 formulários desse público, que soma mais de 85 mil beneficiários. Em seguida, aparecem servidores das secretarias da Educação e do Esporte e da Segurança Pública, com 3.808 e 2.399 respostas, respectivamente.

AVALIAÇÃO – Na avaliação geral, 60% disseram que o SAS atende às necessidades e, de 1 a 5, o sistema ficou com nota 3,8. Do total que respondeu à pesquisa, 54% usam o serviço estadual, 39% têm algum plano de saúde e 7% recorrem ao SUS. Os que optam pelo SAS, em sua maioria, têm o salário de até R$ 7 mil mensais, aponta a pesquisa.

O questionário também abordou outros pontos que delineiam o perfil do usuário do serviço de saúde. Assim, pela primeira vez no Estado, há uma amostragem confiável pela visão de quem efetivamente tem direito ao SAS e recorre a esse sistema quando busca atenção à saúde.

A lei 13.460/2017 determina a mensuração do grau de satisfação dos usuários de serviços públicos, como direito do cidadão. A fim de cumprir com o que rege a legislação, a CGE tem promovido visitas a unidades que fazem atendimento presencial e disponibilizado formulários online da Ouvidoria.

 

Fonte: Agência Estadual de Notícias

Últimas Notícias