Estado inicia análise da integração da folha de pagamento das universidades estaduais ao Sistema Meta4
30/08/2021 - 08:20

O Grupo de Trabalho Folha de Pagamento Integrada (GT-FPI) deu início na última semana à integração da folha de pagamento das Instituições Estaduais de Ensino Superior (IEES) ao Meta4 – sistema de processamento da folha de pagamento do Governo do Estado. O Grupo de Trabalho é composto pela Casa Civil, Secretaria da Administração e da Previdência, Secretaria da Fazenda, Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e IEES.

Nesta fase inicial de análise, teve início a transição em que os processamentos da folha dos sistemas das IEES com o processamento da folha no sistema Meta4 serão comparados, e as não conformidades serão definidas e ajustadas. No primeiro momento, o foco é alinhar os sistemas para que o processamento ocorra sem falhas.

Deram início à fase de análise a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). Se tudo ocorrer conforme previsto, a Universidade Estadual de Maringá (UEM), Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) também passarão por este processo.

Este é um projeto antigo que vem se desenvolvendo desde 2012 e já passou por diversas etapas, dada a complexidade da questão. Em 2021, cumprindo o compromisso estabelecido pelo Governo do Estado, o grupo de trabalho conseguiu definir o cronograma de implantação, e o projeto se encontra em andamento.

DECISIVO - O secretário da Administração e da Previdência, Marcel Micheletto, ressaltou a importância desta etapa. “Chegamos a um momento decisivo de todo esse processo, visto que a expectativa para a conclusão deste projeto é grande. Essa integração vai possibilitar maior transparência, auxiliar na descoberta de inconsistências e também gerar mais autonomia para as IEES”, disse Micheletto.

Para o secretário da Fazenda, Renê Garcia Junior, “esse é um grande trabalho que está sendo desenvolvido para a padronização do sistema junto às universidades estaduais. Com isso, conseguiremos manter maior controle e equilíbrio das contas públicas”.

O projeto está caminhando para que as IEES sejam integradas no ambiente de produção e que a primeira folha a ser processada seja a de janeiro de 2022. Mesmo com os dois sistemas incorporados, atendendo ao pedido das próprias IEES, elas manterão também seus sistemas próprios, visto que estão integrados a outras atividades.

“O projeto de integração das IEES é complexo, mas possível de ser feito. Neste processo, adotamos como norte a junção de esforços entre Secretaria da Administração e da Previdência, Secretaria da Fazenda, Casa Civil, Superintendência da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e das IEES para que o projeto fosse concluído, e ainda atendendo todas as demandas que foram apontadas por todos os lados”, explica Elisandro Pires Frigo, diretor-geral da Administração e Coordenador do GT-FPI. “No ano de 2022, a folha de pagamento do Estado irá ganha maior uniformidade no pagamento e na integração de sistemas” afirma ele.

Últimas Notícias